domingo, 16 de maio de 2010

Tibi es pessimus iinimicus



Consumindo a pura beleza perdida na dor dos deuses, entre corações em chamas e lagrimas prometidas na noite negra dos amantes.
Liberar os corpos mortos do coração desta terra e alimentar a doce inveja, para que floresça entre os poetas, a mais bela morte.
Semear a ruína entre a paixão e a esperança, escravizando assim a possibilidade de sorrir e sentir a vida ou a morte.
Dar caprichos a sonhos e luxúrias para enchê-los de falsas canções a espera da destruição da felicidade, entre os consumidores do amor.
Clamar para que mintam aos olhos patéticos e seus corações roubados pela traição, desejando a cada beijo, a ilusão de ter o que se deseja.
E por fim...
Alimentar o ódio ao império dos sonhadores, acrescentando egoísmo em suas veias, abençoando assim a falsa criação...criando assim... o homem.

*Escrito originalmente como letra para Jeffrey Dahmer.

2 comentários:

J disse...

ah... assim não vale. uma atualização por mês, e você ainda fica copiando letras do Jeffrey Dahmer... tsc tsc.
quero meu dinheiro de volta. xD

Capitu disse...

Vejo um pó por aqui.. Ou um ar de abandono?